Top

Sam Yogini

Ontem, uma amiga perguntou-me se não sou preguiçosa para fazer ioga. Meu corpo é muito preguiçoso sim, minha mente também, mas não é a mente ou o corpo que tomam a decisão, você tem que escutar os desejos da alma. 

Quando chego à minha esteira, fecho os olhos e presto atenção à respiração, observo mente e corpo, que pouco a pouco entram em sintonia com o ritmo da respiração; então é fácil começar, mas é preciso ficar alerta durante toda a prática, que o desejo que se manifesta é o da alma.

Parar de se identificar com o corpo e a mente é um dos maiores ensinamentos do Ioga, não sou os pensamentos, não sou o corpo, mas são instrumentos com os quais me desenvolvo neste mundo, e que precisam de treino. 

A minha avó, quando me ensinou ioga, me disse: “É a alma que comanda a mente e a mente que comanda o corpo, não o contrário”.

Namaste

post a comment